segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Realidades escandalosas dos canis municipais do nosso país!....

..."Normalmente o canil municipal não retira animais às pessoas sem permissão dos donos. Eles são chamados pela vizinhança, habitualmente, em situações de insalubridade - ou seja, situações em que a falta de higiene e de cuidado com os animais ponha em risco a de outras pessoas. Nestas situações não há intervenção da polícia, porque as ordens de tribunal para captura de animais levam muito tempo. O que acontece é que os funcionários falam com o dono e tentam persuadi-lo a entregar de livre vontade os seus animais (o que estranhamente até acontece). Existem pessoas que têm em casa 40 gatos, outras que têm cães com que não se preocupam e não vigiam nem tratam, e nessas situações é que isto infelizmente acontece.
No Canil Municipal há poucas situações em que os animais são abatidos, e isto (infelizmente é verdade porque a injecção letal é mais cara para o estado que a alimentação dos cães, e só se pensa nisso quando uma despesa cobre a outra!!!) acontece quando: há doença que cause sofrimento ao animal; há doença que economicamente não compense tratar (isto arrepia); quando é decidido que o animal representa ameaça para a população(não sei quem decide); quando há grande número de animais e não há espaço(indigno mas infelizmente real em período de férias).A razão porque sei disto é porque tenho falado com responsáveis pelo canil. Inclusive andam a tentar fazer obras para tornar aquilo mais "habitável" mas a camara NÃO INVESTE!!!
Outra situação deplorável é a do canil de Setúbal, onde vou sempre à procura da Zara, que fugiu este fim-de-semana, como devem saber. A situação é idêntica - mas sabem quantas jaulas têm? OITO apenas e seis GAIOLAS enferrujadas. Os animais não são vistos nem alimentados de sexta a segunda porque não está lá ninguém, ficam às escuras, bebés e tudo. A CÂMARA NÃO DÁ DINHEIRO!!! Site com fotos? Nada...Estas coisas são uma miséria. Aceito sugestões."