sexta-feira, 16 de novembro de 2007

OLHE À SUA VOLTA E OBSERVE…

" QUANTOS CÃES ABANDONADOS ESTÃO NA SUA RUA??? QUANTOS CÃES ABANDONADOS VÊ POR DIA NAS ZONAS ONDE PASSA NO SEU QUOTIDIANO???

Nós somos uma equipe de jovens que com a sua colaboração tencionamos ajudar a resolver significativamente este drama.

Queremos que os animais consigam viver dignamente, ajudando-o também a si, visto que deixará de ter de se afastar dos pobrezinhos cada vez que os vir, seja por medo deles próprios, por medo de os atropelar, ou até mesmo de doenças e germes que estes poderão conter, não lhe dando nenhum tipo de segurança na sua passagem, nem a si nem aos seus entes queridos...


Para isso, para conseguirmos concretizar o nosso projecto e retirar esses nossos amigos da rua, sem o risco de abate eminente, contamos com a vossa ajuda!!!

Se se sentir sensibilizado com esta realidade e nos tenciona ajudar, por favor:

CONTACTE:
Telefones responsáveis:

Telma Vieira - 918 530 392
Rui Almeida - 912 166 994
Tiago Almeida - 961 923 444
Fixo: 219 335 252
E-Mail: projectocanil@hotmail.com

Morada:

Responsáveis Projecto Anti-Abandono
Rua Miratejo, Lote 646, Vivenda Marinho, R/c
Casal da Silveira 1685-220 Famões - Odivelas


Precisamos da sua ajuda em todos os sentidos, mas principalmente nos seguintes aspectos:

- Divulgação deste E-Mail, para maiores ajudas e colaborações;

- Ajudas em campos técnicos, tais como engenharias, arquitecturas, advogacias, medicinas veterinárias, etc…;
- Doações de materiais, rações, medicamentos veterinários e acessórios;
- Doações monetárias para a continuação de infra-estruturas e pagamentos ao estado;
- Voluntariado variado para todo o tipo de trabalhos com os nossos animais, após conclusão do projecto; - E tudo o mais que acharem que poderem ajudar…

ANTES DO ABANDONO - DEPOIS DO ABANDONO











POR FAVOR AJUDE-NOS!!!!
ANIMAIS EM RISCO DE ABATE EM CANIL MUNICIPAL
Nós queremos mudar esta realidade, um abrigo sem abate, uma família...

AJUDE ESTA CAUSA"
Fonte:"Portaria"

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Próximos Eventos da SOSAnimal.

Próximas Campanhas de Adopção de Animais promovidas pela SOSAnimal!

Dia 3 Novembro 2007:
36º SOSAnimal - Guia, na Casa da Guia - Cascais

Dia 11 Novembro 2007:
4º SOSAnimal - Terreiro do Paço - Lisboa

Dia 18 Novembro 2007:
29º SOSAnimal - Alvito, no Parque do Alvito - Lisboa

Animais para adopção do Caníl Municipal de Lisboa e de diversas FATs.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Iniciativas

"Venda de Natal
Esperamos vir a conseguir fazer uma venda de Natal para angariação de fundos, para isso é indispensável a ajuda de todos vós, se tiverem algo, desde roupa, peças de artesanato, bijutaria, arte, que possam doar a fim de ser vendido agradecemos contacto.
Angariação de mantas para o canil
Aproxima-se o tempo frio e de chuva, a quem tenha possibilidade agradecemos a doação de mantinhas, cobertors, lencóis, etc."

terça-feira, 23 de outubro de 2007

"Carta aberta à Abraço"

Lisboa, 23 de Outubro de 2007
"Aos responsáveis da Abraço,


A Acção Animal – Movimento pelo direito à Vida Animal tomou conhecimento que no próximo dia 27 do corrente mês, a instituição Abraço irá associar-se a um evento tauromáquico de beneficiência em Évora.


Consideramos que a Abraço desenvolve um trabalho extremamente importante e válido no apoio às pessoas infectadas com o VIH e na luta pelos seus direitos, na sensibilização da população acerca da prevenção e dos riscos de contágio e expondo as discriminações associadas a este tipo de condições de saúde.


Consideramos ainda que interpreta um papel importante na ética e nos valores da nossa sociedade. Compreendemos que uma instituição que funciona essencialmente à base de trabalho voluntário esteja aberta à cooperação com outras entidades no sentido de conseguirem mais apoios para o desenvolvimento do vosso trabalho.


Não compreendemos que uma entidade como a Abraço que se esforça por elevar tão alto os valores humanos se associe a um “espectáculo” cruel e desumano onde seis animais inocentes e sencientes serão torturados em nome do entretenimento do público e por fim mortos. É um evento cobarde e injusto porque é uma situação de confronto totalmente manipulada e provocada pelos humanos e que se tem no seu núcleo sentimentos de ódio e superioridade que não devem fazer parte de uma sociedade civilizada e moderna.


A tourada é uma brutalização do ser humano e a associação a tais práticas é lamentável e condenável para quem valoriza a nobreza do ser humano. Os donativos recolhidos pagarão o impacto negativo na imagem da Abraço?


Assim, apelamos à Abraço que se demarque deste evento específico e que procure alternativas mais dignas para obterem o necessário apoio financeiro fora da tauromaquia. Se este evento for cancelado a Acção Animal disponibiliza-se a colaborar com a Abraço na procura e concretização destas alternativas.


A Acção Animal apoia e continuará a apoiar qualquer instituição que beneficie os humanos, desde que não o faça em detrimento da dignidade e da vida de animais não-humanos.

Na certeza que esta mensagem contribuirá com uma alteração da vossa decisão,

P´la Acção Animal

Sérgio Guimarães"
www.accaoanimal.com
geral@accaoanimal.com


segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Pela Boa Ciência, Sem Violência :: ManifestoANIMAL.org, Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo


Nesta 5.ª Feira, 25 de Outubro, às 16h, PARTICIPE na Manifestação Contra a Experimentação Animal, frente ao Ministério da Agricultura, na Praça do Comércio, em
Lisboa
ManifestoANIMAL.org :: Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo :: Animal.org.pt

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

"Mais de 30 cães SESIMBRA"

"MUITO URGENTE"
"Estes meninos são apenas 6 de mais de 30 recolhidos da rua por uma particular.
Feridos, maltratados, estropiados, todos com uma história de vida de cortar o coração.

Com amor e condições numa zona rural em Sesimbra, todos foram recuperados e são hoje animais saudáveis, meigos e gratos. No entanto, uma ordem do tribunal, devido ao elevado número de animais, obriga ao seu abate imediato.

Ajude-nos a ajudar, adopte responsavelmente um amigo para toda a vida.
Os cãezinhos têm médio e grande porte.

Contactos para adopção urgente:
Teresa: 919908028
Maria: 917640131"
www.peantepata.com

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

"Este é um apelo de vida ou de morte." ALERTA!


Existe um senhor Chamado Ricardo Garcia que vive em Benfica e que tem sido Fat de, primeiro, uma cadela à qual lhe deu sumiço e que dizia que a cadela estava em fase quase coma, não a levava ao vet e por outro lado não se disponibilizava para a pessoa responsável por ela a poder ir buscar. Até que, quando isso aconteceu com intervenção da polícia, que lhe fez uma rusga à casa, disse que lhe tinha aberto a porta e a tinha deixado ir. Pergunta-se como, se a cadela segundo informações já não andava.
Neste momento telefonaram-me a dizer que a cadela que eles lá têm em regime de fat, passa a noite toda numa verdadeira tortura e sofrimento, gane de dôr durante horas. Os vizinhos, uns advogados, durante esta noite estiveram à porta aos pontapés para eles abrirem e não o fizeram. Esta cadela vai morrer de pancada.
(...)
ACTUALIZAÇÃO:

O verdadeiro nome do pseudo senhor em causa é RICARDO GARCIA e mora em Benfica na rua João Frederico Ludovice, nº -- (nº de porta removido), mas este ser que se diz humano muda muitas vezes de casa e só adopta e recebe como fat, cadelas, a penúltima e a antepenúltima desapareceram sem qualquer explicação, salvou-se esta.
A "maratona" para salvar esta cadela durou ontem desde as 19 horas até às 23 h e pouco.
Não iremos contar pormenores, seria exaustivo, mas foi uma luta díficil que contou com a grande e brilhante colaboração da polícia de Benfica, 3 elementos da PRAVI, Teresa Malheiro, Sandra Neves e Andreia Bailot, 1 sócia da "União Zoófila", Graciete Godinho a Presidente da Ass. "Focinhos e Bigodes", Ana Francisco e de um elemento da "Plataforma", Margarida Neto, bem como do grupo de apoio que se criou entre os vizinhos queixosos.
A cadela é uma raçada de pastor alemão, tem 3/4 meses, é linda, não foi violada mas foi muito mal tratada.Apresenta sinais de subnutição, fraqueza nas patas trazeiras e comportamento de animal em estado de terror, tremura permanente e urinar constante. Do que nos apercebemos, ele tem uma despensa onde supostamente ficaria fechada o tempo todo sem luz sobre as suas próprias necessidades avaliando pelo cheiro nausiabundo que deitava, à noite para passar o tempo supostamente batia na cadela.
Na escada em momento algum se aproximou da porta do apartamento procurando abrigo junto dos apoiantes. Esta cadela está à guarda de uma zoófila consciente, será hoje devidamente observada por um veterinário e será alimentada com uma excelente ração mais vitaminas para recuperar o mais rapidamentepossível porque carinho não lhe falta.
Quero agradecer a todos, sem excepção, que se manifestaram oferecendo apoio de vária ordem no sentido de poder ajudar.

Esta Menina precisa de um dono 5 estrelas que a jude a esquecer a casa dos horrores.
Ajudem
Muito obrigada"

Teresa Malheiro

sábado, 13 de outubro de 2007

"Lost"


...Este cão de seu nome "Lost", apareceu aqui pelas redondezas o passado fim de semana prolongado, alguém que achou que ele pesava na bagagem para alguns dias fora... Enfim, está cá em casa, acabamos por o recolher temporariamente, pois ele deve ter cerca de 1 ano de idade, é muito tímido e está extremamente assustado, aliás apareceu já a mancar de uma das patitas, possivelmente alguém que lhe atirou com alguma coisa.


Não podemos ficar com ele, já temos outra cadela e de momento não nos é possível receber definitivamente outro animal.

Aqui fica o apelo aos interessados, mas responsáveis e que procuram um amigo para a vida, não para quando é conveniente...

O "Lost" é simplesmente uma ternurinha!

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

"Missy e Doggie, dois podengos com menos de um ano na rua!! URGENTE!"

"Eu sei que os apelos ultimamente têm sido muitos mas não pude ficarindiferente a estes dois casos.São dois animais, em diferentes zonas do Porto, que estão na rua emrisco eminente.




Missy: A Missy apareceu abandonada em Vila Nova de Gaia e tem andado adeambular pelas ruas à procura de comida. Não foi muito bem recebidapelos moradores e é enxotada pela maioria das pessoas. Há apenas duaspessoas que a alimentam e não podem ficar com ela. É apenas umaquestão de tempo até ter crias na rua, até pq esteve em cio há umasemana. Precisa, com a máxima urgência, de uma fat ou lar definitivo;ou pelo menos, de um local onde possa ficar uma semana para que possaser esterilizada. Depois disso poderá voltar para a rua sem correr orisco de ter ninhadas num local onde os animais que aparecem sãomaltratados e muitas vezes envenenados. Oferece-se a esterilização.

A Missy é de porte pequeno/médio (mais pequeno do que parece nas fotos) e é extremamente jovem. É muito meiga com todas as pessoas e animais.

Contactos: scosta@addp.pt

TML: Susana -934208271 ou Maria João- 969038567.

Doggie: O Doggie encontra-se abandonado desde Julho/07 numa área residencial na zona de Ermesinde (Porto). É um cão extremamente meigo tanto com pessoas como com outros cães.Adora brincar no entanto passa grande parte do tempo sozinho, mas quando vê alguém em quem confia fica muito contente e sempre na expectativa que possamos brincar com ele.

É um verdadeiro amigo depois de confiar nas pessoas segue-as para todo lado.De momento ele tem alimentação garantida e sempre que possível algum mimo/brincadeira mas com o aproximar do mau tempo é de entristecer vê-lo sozinho ao frio e à chuva.... E por outro lado ele está junto de uma estrada com algum movimento o que aumenta também o receio de ser atropelado.Mais recentemente existe a ameaça dos moradores de chamar o canil para o levarem...desta forma este nosso amigo precisa de ajuda urgente.


Ajudem-me a encontrar o lar que tanto deseja e precisa....

Contactos: Sara Moreira

Telemóvel - 93-4437859 (preferencial)

Email - saramoreira1428@hotmail.com "

Maria Pinto Teixeira


terça-feira, 9 de outubro de 2007

Aos Voluntários do Mundo!

"Falas de civilização...

Falas de civilização, e de não dever ser,
Ou de não dever ser assim.
Dizes que todos sofrem, ou a maioria de todos,
Com as coisas humanas postas desta maneira,
Dizes que se fossem diferentes, sofreriam menos.
Dizes que se fossem como tu queres, seriam melhor.
Escuto sem te ouvir.
Para que te quereria eu ouvir?
Ouvindo-te nada ficaria sabendo.
Se as coisas fossem diferentes, seriam diferentes: eis tudo.
Se as coisas fossem como tu queres, seriam só como tu queres.
Ai de ti e de todos que levam a vida
A querer inventar a máquina de fazer felicidade!"

Alberto Caeiro

Foto:(c)K&P

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Campanha Alimentos


"A União Zoófila está a necessitar com alguma urgência restabelecer os seus stocks de alimentos para se preparar para os meses vindouros. O ano passado uma campanha semelhante gerou uma grande entrada de alimentos que nos permitiu alimentar os nossos animais durante quase um ano sem problemas.


Neste momento a UZ apenas conseguirá manter doses normais de alimentação durante o próximo mês.

Como tudo na vida as nossas necessidades são cíclicas e chegou a altura de termos novamente de restabelecer as nossas provisões. Existe particularmente uma necessidade de latas de comida para cão em patê (não pedaços) utilizada para camuflar os medicamentos que os animais necessitam de tomar, muitos diariamente.


Agradecemos a entrega das rações e latas no nosso albergue."

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

3 Animais vitimas de maus tratos cruéis

Chocante, mas nada surpreendente...o ser humano no seu melhor. Agora o que realmente me surpreende, é que a maioria seja conivente e nada faça!

Se vives por Marco de Canaveses (enfim, pelo Norte) não fiques indiferente. Eles aguardam e aguardam...

Toda a história em Associação dos Amigos dos Animais de Marco de Canaveses / Animarco - Sofia Goncalves Blog

Serra da Estrela na rua | estado deplorável

"Amigos dos animais,

Fomos informados de que está na rua aos caídos um Serra da Estrela macho (presume-se que puro), novinho, super dócil, mas num estado deplorável pelo abandono a que o sujeitaram... :(

Encontra-se na zona da Arruda dos Vinhos e, ao que parece, tenta alimentar-se onde pode, pelo que já terá levado algumas tareias, ao que nos relataram... :( assim, é fácil de deduzir o seu desfecho...

Procuramos, com a máxima urgência, uma família para a vida ou uma família de acolhimento temporário para este menino.

Contacto para adopção
96 503 91 02 Susana C
peantepata@peantepata.com

Local: Arruda dos Vinhos
Data apelo original: 03.out.2007"

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

"Aceitam-se inscriçoes para Campanhas + Pedido Boleias Urgente"

"O Pé ante Pata estará presente em 2 acções de adopção de animais no próximo fim-de-semana prolongado (ver abaixo) com animais para adopção e para sensibilização contra o abandono.
Contactar com a maior brevidade possível:
Susana C 96 503 91 02
Mafalda G 96 796 17 32
E pedimos boleia para que os seguintes animais lá possam estar presentes:
- KAISER cão médio porte adulto (está em Palmela Montijo) http://www.companhiadosanimais.pt/forum/viewtopic.php?t=30086&highlight=
- REX – cão cruzado boxer e grand danoir adulto (está em Palmela Montijo)http://www.companhiadosanimais.pt/forum/viewtopic.php?t=30507&highlight=
- LUCKY cão cruzado labrador adulto (está em Almargem do Bispo Sintra) http://www.companhiadosanimais.pt/forum/viewtopic.php?t=30867&start=60
- ZULEIQUINHA E LUCY – cadelinhas manas jovens pequeno porte (estão em Rio de Mouro Sintra)http://www.companhiadosanimais.pt/forum/viewtopic.php?t=24432&highlight=
Sem boleias, estes meninos perderão hipóteses de adopção e de uma vid
Se puder colaborar c/ boleia, contacte com a maior brevidade possível
Mafalda G 96 796 17 32
Vanda G 96 358 20 33
ACÇÃO I LOURES
5, 6 e 7 Outubro (6ª, Sáb. e Dom.)
Horário: Das 10h00 às 19h00
Local: Parque Verde do Loures Shopping
Pé ante Pata na III Mostra do Animal de Estimação - Loures
A Câmara Municipal de Loures vai realizar nos dias 5, 6 e 7 de Outubro de 2007, a III Mostra do Animal de Estimação.
ACÇÃO II EXPO PRAÇA SONY
6 e 7 Outubro (Sáb. e Dom.) Organização Liga Portuguesa para o Direito dos Animais www.lpda.pt
Horário: todo o dia
Local: Topo Norte Praça Sony na Expo Lisboa"

terça-feira, 2 de outubro de 2007

O evento terá lugar, na EXPO, Alameda dos Oceanos, Topo Norte da Praça Sony

LPDA - ..."Este evento tem o apoio da Câmara Municipal de Lisboa que irá estar presente com animais para adopção bem como a Câmara Municipal do Seixal e de Sintra."...

Pesadelos!


...Eis o deplorável estado em que se encontra o animal (ainda sem auxilio) a que me refiro no "Post" do dia 28 de Setembro, as fotos aqui publicadas são actuais.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Husky em canil de abate

Foi entregue no canil municipal, pelos donos, um Husky adulto, muito meigo. Está em perigo de abate, já que se encontra nas instalações há mais de 8 dias. Encontra-se no Canil Municipal de Lisboa, em Monsanto, no canil 1, na cela 41.


Contacto:
. Canil Gatil Municipal - Estrada da Pimenteira - Monsanto / Telefone: 213 617 70

..."Em Lisboa, estão para adopção vários cães, vítimas de abandono declarado dos donos. Trata-se de um Labrador preto de 2 anos, um Husky com 2 anos, uma cadela de raça Pointe com 2 anos e já esterelizada e um Border Collie muito novo. O Labrador e o Husky estão em risco de abate às mãos do próprio dono e a Pointer encontra-se em família de acolhimento temporário.

Contacto:
. Liliana Rodrigues - Telemóvel: 963771988 / e-mail: l13.rodrigues@gmail.com"

Adoptado no Petshow

domingo, 30 de setembro de 2007

SOS Animal

Aqui ficam algumas datas das mais variadas acções / campanhas de adopção de animais a realizar nos próximos tempos, com a presença de múltiplas instituições e associações Zoófilas, se quer adoptar um animal não deixe de comparecer, senão, pode sempre ajudar com a contribuição de géneros: ração, cobertores, medicamentos, donativos, etc... NÃO COMPRE, ADOPTE UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO!



Dia 6 e 7 Outubro 2007: Dia do Animal LPDA na Praça Sony - Parque das Nações (brevemente)


Dia 7 Outubro 2007: Crafts & Design, no Jardim da Estrela - Lisboa (brevemente)






sexta-feira, 28 de setembro de 2007

...

...Uma vez mais numa situação dramática, a questão é: na zona onde vivo existe na rua mais um cão abandonado, neste caso, um cão em muito mau estado (está no limite da vida, no fio da navalha, está tão mas tão magro, apesar de jovem tem o aspecto de cão velho já no final de vida, de tão magro e acabado que está...é um pobre coitado quase sem pêlo algum (embora fosse animal de vasta pelagem) o corpo está coberto de peladas e chagas (feridas abertas que sangram) as orelhas semi - comidas), já pedi ajuda a tudo e a todos... a única resposta positiva que obtive, foi apenas de um grupo de voluntários (Pé ante Pata) que se responsabilizou pela parte relativa aos tratamentos veterinários, o problema é que antes de proceder a esses cuidados tenho que lhe conseguir um local para onde ele voltar...
Não posso permitir que seja abandonado de novo, é tremendamente cruel e não tenho tal coragem... portanto, o cão contínua na rua, doente e à espera de uma alma caridosa e humana que o receba, quanto menos não seja uma família de acolhimento que lhe ofereça a sua casa até lhe conseguirmos encontrar um dono de verdade!

Fica o APELO!!! Escusado será dizer que é URGENTE!

A única foto que tenho dele é esta...tirada há já alguns meses, provavelmente quando foi abandonado, agora está irreconhecível.

Swatch, Taylor, Burton, and Miller Agree: Time to Go Fur-Free

"Swiss watchmaker Swatch, Burton Snowboards, and fashion giants Rebecca Taylor and Nicole Miller have made the compassionate decision never again to use fur in their designs.

After learning from PETA how animals who are killed for their fur are treated, these companies realized that cruelty to animals and fashion just aren’t compatible. In a letter to PETA, Swatch’s Chief Operating Officer Reto J. Stöckli wrote, “Swatch Ltd. and the Swatch Group Ltd. do not want to be associated with cruelty to animals.”

Swatch, Rebecca Taylor, Nicole Miller, and Burton are now part of a growing group of compassionate companies that have adopted fur-free policies, including Calvin Klein,
Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, H&M, Forever 21, J.Crew, Gap Inc., Abercrombie & Fitch, American Eagle, and many others.

Companies are pledging to go fur-free after learning how millions of rabbits, minks, and other fur-bearing animals are subjected to miserable conditions in the name of fashion each year. Animals on fur farms spend their entire lives confined to cramped, filthy wire cages and often go without clean water and veterinary care. At the end of their miserable lives, these animals are killed using the cheapest and cruelest killing methods available, including suffocation, electrocution, gassing, and poisoning.

What You Can Do
Swatch, Rebecca Taylor, Nicole Miller, and Burton have pledged to stop selling fur in favor of
animal-friendly alternatives, but unfortunately, many others in the clothing industry have yet to make this promise.

Burberry may be best known for its distinctive plaid, but its use of real fur is making the design house synonymous with cruelty to animals. The company knows about the suffering that goes into every fur-trimmed coat, hat, and bag, yet it continues to use fur in its designs.

Please tell Burberry that there is no excuse for continuing to use dead, tortured animals in its designs."

PETA

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Campanha “Touradas. Não vás, não vejas, não mates”

"• 30 de Setembro • 17h • Alameda Dom Afonso Henriques • Lisboa •
Em nome do entretenimento e da tradição, todos os anos realizam-se em Portugal centenas de corridas de touros onde milhares de touros são torturados e por fim mortos.
Por detrás dos trajes e das rotinas, esconde-se a arte do ódio e da morte, do desrespeito e da insensibilidade. O carácter de tradição ou de arte não justificam, no séc. XXI, a tortura e morte de um ser que tem a capacidade de sentir e sofrer, tal como os humanos.
O entretenimento de um povo é essencial mas não deve e não pode estar associado à tortura de um indivíduo que nele não deseja participar.O sofrimento não pode fazer parte das nossas tradições. Por isso, a Associação Acção Animal iniciou este ano uma campanha de sensibilização pelo boicote às corridas de touros em Portugal. Esta campanha está a ser concretizada em duas frentes com objectivos distintos.
A primeira, uma forte campanha publicitária que recorreu à ironia para expôr a incompatibilidade da continuação da existência de touradas num país que se quer mostrar civilizado e desenvolvido. No filme realizado é provocada a comparação entre uma tourada e a tortura de uma pessoa que é apedrejada por uma multidão em fúria.
Afirmamos desta forma que não é coerente ser contra uma forma brutal de sofrimento e morte mas não acabar com a outra. Esta campanha tem tido uma óptima aceitação na internet, com o vídeo da campanha a ser visto mais de 30.000 vezes, contrastando com as várias recusas de exibição dos vários formatos tanto na imprensa como nas televisões.
O vídeo pode ser visto em: http://www.youtube.com/watch?v=EzQ_NBV5Z4g
Outros formatos publicitários (incluindo o panfleto da campanha) podem ser vistos em: http://picasaweb.google.com/accaoanimal/AcOAnimalAntiTouradas
Complementando esta campanha publicitária e em colaboração com a Wresling Portugal e a Associação GAIA, será realizado um evento pelo boicote às touradas no próximo dia 30 de Setembro pelas 17h na Alameda D. Afonso Henriques (Metro Alameda).
Neste evento vários activistas irão aplaudir, vaiar e emocionar-se de uma forma original com o combate de luta livre o que certamente irá atrair a presença de muitos curiosos e seguidores fieís deste tipo de entretenimento.
Queremos com isto cumprir dois objectivos de extrema relevância, 1) o de chamar a atenção às pessoas, principalmente aquelas que vão às touradas ou que conhecem alguém que vai, que as touradas são eventos que, em nome do entretenimento, promovem o sofrimento, a tortura e a morte dos touros; e 2) o de pedir a quem rodeia estes aficionados que mostrem iniciativa para ir com estes a outros eventos desportivos ou lúdicos, mas que não provoquem a morte e sofrimento de animais. Desta forma, a luta livre é mostrada aqui como uma alternativa à tourada, tal como outros tipos entretenimento.
Porque todos unidos temos mais força, convidamos todas as pessoas, grupos e associações que se identificam com a oposição às touradas a estarem presentes neste evento.
Se possível, pedimos que tragam roupa preta ou escura e que tragam uma flor à vossa escolha.
Perceberão porque durante o evento.Para além da simples presença é necessária a coloboração noutras acções e manifestações. Os interessados em participar futuramente devem enviar os seus dados para geral@accaoanimal.com.
Saudações amigas,
Mécia Bento
Direcção Acção Animal
Pelo direito à vida Animal"

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Sociedade Protectora dos Animais acusa Câmara de promover «caça às bruxas»

"A presidente da Sociedade Protectora dos Animais (SPA), Ermelinda Martins, acusou hoje a Câmara do Porto de promover uma «caça às bruxas» para retirar os cães perigosos dos bairros municipais, baseando-se numa postura que «não respeita a lei geral».

«Isto é uma ilegalidade. A lei permite ter um máximo de três animais em casa e, mesmo animais potencialmente perigosos, podem estar em casa desde que sejam cumpridos determinados requisitos», afirmou Ermelinda Martins, em declarações à Lusa.
Segundo a presidente da SPA/Porto, entre esses requisitos, destacam-se a obrigatoriedade dos animais potencialmente perigosos terem um chip identificativo e possuírem seguro, sendo ainda obrigatório que o proprietário não tenha cadastro criminal.
«A postura municipal não respeita a lei geral, obrigando a sair das habitações dos bairros camarários todos os cães potencialmente perigosos, sob pena dos seus proprietários serem despejados», denunciou.


Em causa, está a nova postura municipal do Porto sobre a permanência de cães potencialmente perigosos nas habitações municipais, em vigor desde Julho.
As raças de cães potencialmente perigosas são o cão de fila brasileiro, o dogue argentino, o pit bull terrier, o rottweiller, o staffordshire terrier americano, o staffordshire bull terrier e o tosa inu.

Postura de «caça às bruxas»
A nova postura, além de manter a anterior proibição de alojamento temporário ou permanente de animais perigosos ou potencialmente perigosos, também passou a proibir a circulação e permanência destes animais nas áreas comuns dos bairros municipais.
Para cumprir esta postura, a autarquia lançou uma campanha em que apela aos cidadãos para denunciarem casos que conheçam de animais perigosos nos bairros camarários.
«Isto é uma autêntica caça às bruxas, até arrepia», afirmou a presidente da SPA/Porto, que considerou «muito agressiva» a actuação da empresa municipal Domus Social, que gere os bairros camarários.


Segundo Ermelinda Martins, «à custa de tentar acabar com os animais perigosos que os traficantes de droga usam como armas, a câmara está a retirar todos os animais dos bairros municipais, mesmo os que se encontram legais, porque as pessoas ficam com medo de serem despejadas das suas casas se não se livrarem dos animais».
A presidente da SPA/Porto citou um caso recente ocorrido com o dono de uma cadela rotweiller com seis anos, companheira de brincadeiras da filha do proprietário, com três anos, que foi dada para adopção por receio de ver a família despejada da sua casa.

«O animal tem seguro, está dentro da lei, não há razão nenhuma para separar este cão da menina que ele viu nascer e acompanha desde essa altura sem ter criado qualquer problema até hoje», frisou.

A Câmara do Porto possui cerca de 14 mil habitações distribuídas por 48 bairros municipais, onde - segundo um levantamento feito pela Domus Social - foram detectados 117 cães das sete raças consideradas potencialmente perigosas.
Na sequência da entrada em vigor da nova postura municipal, a autarquia já admitiu que um número significativo destes animais foi retirado dos bairros municipais.

Com Lusa"

...Um passeio que se tornou num pesadelo.

Este último fim de semana numa distância de alguns quilómetros, passei sem exagero por cerca de 14 cães abandonados. Fiquei chocada, foi triste e inacreditável, falamos realmente de uma calamidade esta que se vive no nosso país, a do abandono irresponsável de animais...

Passo a informar a quem possa fazer algo, talvez porque vive por essas zonas e tenha a possibilidade de alguma forma auxiliar estes cães.


Os primeiros 5 (um deles pequeno e preto, em muito mau estado, mancava de uma pata e corria desorientado por meio de ruas estreitas e movimentadas) que vi, foi em Cascais , numa localidade chamada de "Zambujeiro", junto a Alcabideche - Cascais Shopping (zona de moradias e vivendas).

Mais tarde e já na estrada N9, na direcção Estoril - Sintra, observo num "descampado" (após a zona industrial) do lado direito da via e perto da rotunda (junto ao horto - venda de plantas) 6 animais castanhos, muito encolhidos de frio nas terras desse local, área muito perigosa, tendo em conta a proximidade com a via automóvel...E por fim e para me deixar bem "arrasada", quando chego ao cruzamento do Cacém (mesmo perto do supermercado LDL) vejo outros 4 cães... Não sei como explicar os sentimentos que levei para casa nesse dia, foi um misto de revolta, enorme frustração, incapacidade e muita angustia...

Enfim, vergonha de viver num país, que sem grande peso na consciência abandona de forma quase impune as suas crianças, os seus idosos e de forma mais cruel e serena os seus animais...
Bem vindos ao terceiro mundo!

"A vida é valor absoluto. Não existe vida menor ou maior, inferior ou superior. Engana-se quem mata ou subjuga um animal por julgá-lo um ser inferior. Diante da consciência que abriga a essência da vida, o crime é o mesmo."
Olympia Salete

(Foto de Dirceu Garcia Garcia Junior )

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Realidades escandalosas dos canis municipais do nosso país!....

..."Normalmente o canil municipal não retira animais às pessoas sem permissão dos donos. Eles são chamados pela vizinhança, habitualmente, em situações de insalubridade - ou seja, situações em que a falta de higiene e de cuidado com os animais ponha em risco a de outras pessoas. Nestas situações não há intervenção da polícia, porque as ordens de tribunal para captura de animais levam muito tempo. O que acontece é que os funcionários falam com o dono e tentam persuadi-lo a entregar de livre vontade os seus animais (o que estranhamente até acontece). Existem pessoas que têm em casa 40 gatos, outras que têm cães com que não se preocupam e não vigiam nem tratam, e nessas situações é que isto infelizmente acontece.
No Canil Municipal há poucas situações em que os animais são abatidos, e isto (infelizmente é verdade porque a injecção letal é mais cara para o estado que a alimentação dos cães, e só se pensa nisso quando uma despesa cobre a outra!!!) acontece quando: há doença que cause sofrimento ao animal; há doença que economicamente não compense tratar (isto arrepia); quando é decidido que o animal representa ameaça para a população(não sei quem decide); quando há grande número de animais e não há espaço(indigno mas infelizmente real em período de férias).A razão porque sei disto é porque tenho falado com responsáveis pelo canil. Inclusive andam a tentar fazer obras para tornar aquilo mais "habitável" mas a camara NÃO INVESTE!!!
Outra situação deplorável é a do canil de Setúbal, onde vou sempre à procura da Zara, que fugiu este fim-de-semana, como devem saber. A situação é idêntica - mas sabem quantas jaulas têm? OITO apenas e seis GAIOLAS enferrujadas. Os animais não são vistos nem alimentados de sexta a segunda porque não está lá ninguém, ficam às escuras, bebés e tudo. A CÂMARA NÃO DÁ DINHEIRO!!! Site com fotos? Nada...Estas coisas são uma miséria. Aceito sugestões."

4 de Outubro: Um Dia Para Relembrar Todos os Animais!

"Bom dia!

Aproxima-se o Dia Mundial do Animal. Normalmente, as celebrações deste dia centram-se nos animais de companhia. Contudo, além dos cães e dos gatos, há muitas outras espécies de animais que também sofrem diariamente e que também necessitam urgentemente de ajuda.

Por exemplo:

Os porcos, as vacas, as galinhas, os peixes e outros animais utilizados pela indústria alimentar.
Os ursos, os felinos, os elefantes, os golfinhos e outros animais explorados por circos ou parques zoológicos.
Os touros massacrados em touradas.
Os primatas, os coelhos, os ratos e outras cobaias utilizados para os mais diversos fins em laboratórios de experimentação animal.
As raposas, os furões, as focas, as chinchilas e outros animais mortos pela sua pele.

No Dia Mundial do Animal, assuma o compromisso de procurar ajudar activamente todos os animais sencientes!

Ajude a despertar consciências e ofereça um poster/postal de defesa dos animais e um folheto de sensibilização aos seus amigos ou familiares.

Encoraje as pessoas a reflectirem sobre a forma como se relacionam com os outros animais.

Para o ajudar a sensibilizar e informar aqueles que estão mais perto de si, por cada conjunto de Posters/Postais Pelos Animais que encomendar, a Associação Pelos Animais oferecerá um conjunto de folhetos educativos "Animais Como Nós".

Seja activo na defesa dos animais! Não só no dia 4 de Outubro, mas todos os dias do ano.

Seja a voz daqueles que sofrem em silêncio e na sombra das nossas sociedades.

Seja a voz daqueles que não podem falar por eles.

Pelos animais,

Associação Pelos Animais"

...E já agora não deixem de visitar o Blog: Norte e Estrela (que ternurinhas...)

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Não deixes de apoiar, assinar e divulgar!

" Visite e Apoie: ManifestoANIMAL.org, Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo



A ANIMAL está a desenvolver a Campanha "Manifesto ANIMAL, Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo", em defesa da aprovação e implementação em Portugal de uma nova lei de protecção dos animais, que assuma a forma de um Código de Protecção dos Animais, para tornar a protecção legislativa dos animais em Portugal mais moderna, eficaz, progressista e justa. Clique aqui para visitar o site de campanha ManifestoANIMAL.org e para dar o seu contributo para que os objectivos desta sejam conseguidos."


"ANIMAL avança com grande campanha para implementar em Portugal uma nova e moderna lei de protecção dos animais


Inquérito Nacional “Valores e Atitudes face à Protecção dos Animais em Portugal” CIES/ISCTE/Metris GfK mostra que a maioria esmagadora dos Portugueses considera ser “importante” ou “muito importante” haver uma nova lei que proteja todos os animais em Portugal e que a implementação desta é “urgente” ou “muito urgente”


Primeiro Santuário para Animais em Portugal está a começar a ser estabelecido pela ANIMAL na região de Lisboa"


Ass. Animal

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

A "Peta" está a desenvolver campanhas de "Controle de Natalidade Animal"...

...Que me parece ser a solução para combater o excesso de população de animais domésticos no mundo... E consequente abandono!
Para mais informações consulte: ABC Peta Animal Birth Control





segunda-feira, 17 de setembro de 2007

...por uma existência sem correntes!



Divagações

..."Assim como os ossos, carne, intestinos e vasos sanguíneos estão encerrados numa pele que torna a visão do homem suportável, também as agitações e paixões da alma estão envolvidas pela vaidade; esta é a pele da alma."...




Friederich Nietzsche (Um dos meus pensadores favoritos)
Foto:(c) Carlos Pereira

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

AAAAMOITA APELA POR COMIDA PARA OS SEUS ANIMAIS

"Amigos,
É com bastante desespero que vos escrevo a apelar á vossa compaixão e ajuda.
A RAÇÃO na Associação dos Animais Abandonados da Moita, em Alhos Vedros, ACABOU DE VEZ!!!!!!!
NÃO TEMOS VOLUNTÁRIOS SUFICIENTES SOMOS SÓ 3 PARA 7 DIAS E NÃO TEMOS CAMPANHAS DE RECOLHAS DE DONATIVOS :(
Temos ração suficiente apenas para 3/4 DIAS
SERÁ QUE NOS PODEM AJUDAR?
0035 0579 00699924300 45 PARA RAÇÃO
OBRIGADA
VEJAM OS CONTACTOS NO APELO QUE REENVIO:
Sílvia Almeida(Quinta do Conde)

Uma lição de vida para todos nós!!!

"Veja porque uma imagem vale mais do que mil palavras.

Gratidão – Sentimentos dos animais... E ainda existem pessoas que acham que os animais não têm nada para nos ensinar...

A foto mostra uma cadela Doberman lambendo um bombeiro exausto.Ele tinha acabado de salvá-la de um incêndio em sua casa, resgatando-a e levando-a para o relvado da frente.Ela estava prenha. O bombeiro teve medo dela no início, pois nunca antes ele tinha resgatado um Doberman.Quando finalmente o fogo foi extinto, o bombeiro sentou-se na relva para recuperar o fôlego e descansar.Um fotógrafo do jornal "The Observer", notou a Doberman olhando para o bombeiro. Ele viu-a andar na direcção dele e interrogou-se sobre o que a cachorra iria fazer.Enquanto o fotógrafo levantava a câmara, ela aproximou-se do bombeiro que lhe tinha salvo a vida e a dos seus filhos...... e beijou-o."

terça-feira, 11 de setembro de 2007

...Ainda com alguma esperança...

Deparo-me uma vez mais com a situação de quase desespero ao tentar salvar dois animais que apareceram há já uns meses pela zona onde vivo (entre Oeiras e Sintra), pois é, preciso de ajuda para as auxiliar, falo de duas cadelas uma ainda jovem (a branca malhada) extremamente magra (literalmente pele e ossos), com alguma "lesões" na pele e talvez infecção numa das vistas...este animal está numa situação de muita fragilidade, muito debilitada...no limite das suas forças, por se encontrar em tal estado, receio que não aguente na rua o Inverno que se avizinha.



Julgo que terá já nascido na rua, pois não permite o contacto com seres humanos, não me foi possível ainda tocar-lhe e quando consigo dar-lhe de comer tenho que me afastar da comida para que ela se aproxime.

A outra é castanha, parece já ter alguma idade, apareceu há cerca de 2 semanas, é muito dócil e persegue toda a gente, talvez na esperança de encontrar o dono...dorme no parque no meio de ervas secas.


Assim sendo, procuro alguém que me ajude a encontrar quem as possa adoptar, família de acolhimento ou alguma instituição capaz de as receber, eu não posso pois já tenho outros cães e não me é permitido... Há já algum tempo que tento sem sucesso encontrar uma solução, portanto aqui fica o apelo, se alguém tiver a possibilidade de fazer algo por estes animais, deixe aqui (comentários) a referência desse interesse.


Obrigada!

quinta-feira, 6 de setembro de 2007


FOUR PAWS campaign against the dog mafia

..." Today, FOUR PAWS starts an international campaign against the illegal trade in puppies. The trade in puppies has increased enormously in the past few years, and the supply of young dogs from Eastern Europe is currently far greater than the demand.
Tourists from Austria, Germany or the Netherlands are willing to buy cheap, far too young puppies at the numerous dog markets in Hungary and other Eastern European countries.In addition, the unscrupulous business with animals imported from Hungary and other countries is flourishing in Austria, Germany, Switzerland and the Netherlands.
Here, the puppies are sold via newspaper advertisements, in dubious shops, in private flats or directly from car boots. Very often, animal lovers buy these dogs out of sympathy – without knowing that this makes them responsible for the future breeding of more dogs.The animals neither have been appropriately inoculated nor have they been wormed. Therefore, they easily become sick. As the puppies are taken from their mothers when they are far too young, they often develop behavioural disturbances and many of them do not survive.
FOUR PAWS wants to thwart the unscrupulous trade in puppies.
Take part!
Support our protest and sign our online petition
Thank you for your support!
Your FOUR PAWS team
FOUR PAWS

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Diário de um mundo cruel!...

"Amigos

O Assis estava com uma pata em ferida há dois meses. É um cãozinho que nunca deixou ninguem tocar-lhe, já nasceu na rua. Demorámos 2 meses a capturá-lo. Foi uma tarefa muito dificil, após várias tentativas ele ia fugindo pelo canavial, pela serra e desaparecia.




Esse dia foi uma dia felz, não só porque o conseguimos agarrar, depois de vários tranquilizantes na comida, como soubemos que a sua pata tinha salvação!

No entanto, chegaram os resultados da análises, tem tudo, quase tudo, babesia, herliquia e leshmanie e problemas de figado.. Vamos tratá-lo com todo o respeito que ele merece.



É jovem, muito assustado, mas muito meigo, no 1º. mês teve de ser dopado diariamente para lhe fazermos o penso. Agora é um pouquinho mais fácil. Já tem um colar e assim é apanhado por tràs.
Deitamo-lo e depois deixa fazer tudo, sempre em pânico. É um amor.

Precisamos de padrinhos, de Vibramicina ou Ronaxan e Glucantime.

Apadrinhe este animal a quem demos nome de santo, ele tem medo dos humanos, e tem razão para isso.

Apetece abraçá-lo vezes sem conta, os seus olhos são muito tristes.
Divulgue por favor.

O brigada

Ana Duarte
Sesimbra, 5 de Setembro de 2007

Ana Duarte 964423018

Rosa Zegre 969174268

Françoise 968132815

"O destino dos animais é muito mais importante para mim do que o medo de parecer ridiculo – Émile Zola""


segunda-feira, 3 de setembro de 2007

35 animais de Courelas da Brava - Urgente

"Amigos
Como tenho vindo a comunicar os 35 animais de Courelas da Brava com adopção muito urgente continuam sem solução. Apenas um foi adoptado.
A situação está em ponto de desespero. Junto fotos de 5 animais, dos 35, e respectivas histórias de vida.
Por favor divulguem.
Se não forem adoptados até ao dia da sentença serão abatidos.

Obrigada

3 de Setembro de 2007

Ana Duarte


Julio - Foi encontrado junto ao carro da actual dona, D. Maria José, com as orelhas e a cauda a sangrar, por terem sido cortadas à tesoura, como confirmou o veterinário. Tremia de medo, febre e de dor. Estava muito assustado e tentava chegar ás orelhas e à cauda com as patas desesperadamente. Estava em Pânico. Tem +- 20 kg, porte médio grande, cerca de 4 anos e muito meigo.






Vivi Estava em trabalho de parto sem conseguir ter as crias, já mortas dentro dela.. Estava num buraco na berma de uma estrada. Já quase não tinha forças para se mexer. Foi oprada ficando logo esterilizada. Tem +- 4 anos, pesa cerca de 15kg, é muito meiga, brincalhona e dá-se bem com todos os animais.





Mimosa Encontrada pela D. Maria José, num estacionamento muito magra, desidratada e sem poder andar. Tinha esgana, ficou com sequelas, tem um tique na pata direita frontal. Tinha um arame ao pescoço que o cortou e estava a sangrar, estava tambem coberta de lama. É muito meiga, tem +- 20 kilos, cerca de 5 anos. Dá-se bem com outras fêmeas.

Lisa Perduraram-na ao portão da D. Maria José, dentro de um saco. Estava inconsciente, teve de ser reanimada com massagens cardiacas e tinha queimaduras de cigarro na barriga. Tem +- 30 kilos, muito viva, meiga e brincalhona, tem +- 3 anos, dá-se bem com machos e alguams fêmeas.





Speed Encontrada amarrada a uma arvore, com meio metro de corda. Estava ensopada de água e a tremer. Fazia muito frio e estava à chuva. Era inverno estava com uma pneumonia. Demorou a recuperar. Tem +- 15 kilos, Muito viva, brincalhona e muito meiga. Tem +- 4 anos. Dà-se bem com outras fêmeas."

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

SOS

Próximo Sábado, dia 1 de Setembro a SOS Animal leva a cabo na Casa da Guia, em Cascais, mais uma campanha de adopção de animais, pode lá salvar um cão ou um gato, que caso contrário, estará condenado, pois falamos de animais que na sua maior parte são oriundos do Canil Municipal de Lisboa...

Se poder não deixe de AJUDAR!

Vivemos realmente num país de subdesenvolvimento humano...de mentalidades "tacanhas"!

"Em Portugal os cães estão a transformar-se num bem descartável
14.08.2007 - 13h42 Clara Viana


Entre os voluntários das associações de defesa dos animais, a apreensão é total. Apesar de todas as campanhas já realizadas, dos apelos sem conta, o número de cães abandonados está a aumentar. Sandra Cardoso, da SOS Animal, descreve assim a situação: "O abandono explodiu este ano".

A tendência de subida começou a esboçar-se em 2006 e não parou mais. "Neste momento, não há hipótese de colocar animais em lado nenhum. Todos os canis estão cheios", informa Maria do Céu Sampaio, da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal (LPDA). Sandra acrescenta que esta sobrelotação a nível nacional foi atingida em Maio e que permanece.

O cão está a tornar-se um bem descartável. "Antes, tinha medo de que Agosto chegasse. Agora tenho receio dos outros meses todos. Já quase não se nota a diferença", refere Dulce Mata, do Movimento Internacional em Defesa dos Animais (Midas). O abandono deixou de ser um fenómeno sazonal — os cães continuam a ser abandonados no Verão, mas também ao longo de todo o ano. "O que se está a passar está a assustar-me muito", desabafa Sandra Cardoso.

As crescentes dificuldades económicas de muitas famílias portuguesas poderão explicar, em parte, este pico de abandonos, dizem Dulce Mata e Maria do Céu Sampaio. Há pessoas a trocarem as vivendas por apartamentos, a irem à procura de trabalho para o estrangeiro — em geral, vive-se com menos dinheiro. O abandono é um sintoma de crise, mas não apenas económica. A falência é mais geral: "Somos um país que maltrata as crianças e abandona os velhos e os animais", constata Dulce Mata.

Na ausência de estatísticas oficiais, as associações têm os seus próprios indicadores. Entre os que abandonam, existem os "conscienciosos", ou que o tentam ser. São os que telefonam primeiro. "Estamos a receber, em média, cerca de 20 a 30 telefonemas por dia com pedidos de entrada de cães", refere Ana Pino, da Associação de Protecção aos Cães Abandonados (APCA). Na LPDA, o telefone também não pára de tocar. Com as "desculpas do costume" — uma gravidez, um filho alérgico.

São também frequentes chamadas assim: "Olhe, vou de férias depois de amanhã. Preciso de um sítio para deixar o cão". "Depois de amanhã, amanhã? Assim não há qualquer hipótese de arranjar uma alternativa", lamenta Maria do Céu Sampaio. São cães com destino traçado.

Existem também os números que falam da situação no terreno. Alguns exemplos: no canil municipal de Braga, está a entrar uma média de 40 cães por semana, informa Isabel Gomes, da Associação Bracarense Amigos dos Animais (ABRA); na Fundação de S. Francisco de Assis, em Cascais, deram entrada, desde Janeiro, 180 cães (nos 12 meses do ano passado, foram entregues 220), refere o vereador Manuel Andrade; ao canil da Associação Os Amigos dos Animais de Almada (AOAAA), na Aroeira, chegaram, também desde Janeiro, 43 cães adultos e 38 bebés. "Nos últimos três meses, foram abandonados 28 cachorros no nosso canil", descreve Maria Nascimento. Uns são deixados ao portão; outros são atirados por cima da vedação de rede, que tem dois metros de altura.

O número crescente de cachorros entre os cães abandonados é uma das novidades desta nova vaga. Existem também cada vez mais cães de raça pura entre aqueles que são deitados para a rua, alerta Sandra Cardoso. "O sangue azul já não os salva", confirma Dulce Mata. A manutenção destes animais é habitualmente mais dispendiosa do que a de um rafeiro. É uma explicação, mas há outras. Maria do Céu Sampaio refere que as notícias sobre as raças perigosas têm tido efeitos dramáticos — entre os abandonados com pedigree, avultam os pitbull e os rottweiler. Por outro lado, acrescenta a presidente da LPDA, os cães são também, para certas pessoas, um fenómeno de moda — quando esta passa, troca-se de animal. Aconteceu, por exemplo, com os dálmatas.

"Isto não tem fim à vista. Uma pessoa até se sente desorientada", confessa Maria João Nascimento, que chama a atenção para o seguinte: a sucessão vertiginosa de abandonos ameaça "desestabilizar tudo". Ou seja, rebentar com a reduzida estrutura de apoio existente no país, a maior parte a cargo de associações que vivem sobretudo de doações (poucas) e do trabalho de voluntários (poucos).

Adopções em queda livre
Um cão que entra num canil municipal, recolhido na rua, tem uma esperança de vida de sete dias. É o tempo legal para ser reclamado. Findo este prazo, segue para abate. O principal trabalho de muitas associações de defesa dos animais é o de tentar evitar que este destino se cumpra. O que fazem, sobretudo, por via de campanhas de adopção. Os números são impressionantes. Um exemplo: desde 2005, ano da sua fundação, a ABRA salvou cerca de mil cães. Isabel Gomes aponta, contudo, uma situação que permanece incontornável — como o canil municipal de Braga tem 22 boxes e a média de entradas tem sido de 40 cães por semana, "as instalações enchem muito rapidamente. Quando isso acontece, tem de haver abate". Duas faces da mesma moeda: não são só os abandonos que estão a aumentar, as adopções também estão em queda livre, alertam os voluntários.

Estrangeiros interessados
No terreno que foi cedido ao Midas pela Câmara de Matosinhos passeiam-se 160 cães, a maioria deles resgatada ao canil municipal. São os sortudos desta história. Não estão presos, têm gente que olha por eles, comida e muito espaço. A lotação (150) já foi ultrapassada, mas Dulce Mata refere que as condições em que se encontram permitem à associação ter o maior dos cuidados com as adopções. Para evitar um movimento também frequente: o abandono de cães que foram resgatados ao canis por via da adopção. Ou maus tratos futuros.

Pelo canil da APCA, em São Pedro de Sintra, passam anualmente cerca de 300 cães. "Apostamos na qualidade das adopções versus quantidade, pois verificamos que a maioria das pessoas não está minimamente preparada para ter um cão", refere Ana Pino. A "qualidade", no caso, passa muito pelo estrangeiro. É outro fenómeno em crescendo. Passa-se com os cães o mesmo que com as crianças — os dos países mais pobres têm procura nas nações mais ricas. "Temos conseguido excelentes adopções na Alemanha, Holanda, Luxemburgo, onde os animais são tratados com o respeito que merecem", acrescenta a voluntária da APCA. A Alemanha é também um ponto de destino de muitos cães protegidos pela ABRA. Neste momento, estão 15 à espera de seguir viagem. Só lhes faltam os "padrinhos de voo", ou seja, alguém que faça o percurso com eles (as despesas do bichos são cobertas pela associação).

Foi também destes países mais a norte que veio uma ideia que a Câmara de Lisboa tem tentado implementar desde há quatro anos, embora sem grande êxito: um programa de intercâmbio de animais domésticos. Quem adere à iniciativa, compromete-se a ficar com o animal de estimação de outra pessoa quando ela for de férias, devendo ocorrer o inverso também. Segundo Luísa Costa Gomes, do Departamento de Higiene Urbana da autarquia, responsável pela iniciativa, inscreveram-se até agora dez voluntários."